Por: Douglas Junior Correa Guanes

A paixão é a suspensão temporária do juízo

Quando se estamos apaixonados por algo acabamos perdendo o juízo, quando se está apaixonado por uma ideia, objeto ou pessoa, automaticamente deixamos de viver algo verdadeiro.

Toda paixão tem que ser transformada em amor, porque toda paixão faz perde as referencias suspendendo o tempo o sentido.

Quando vemos um casal se beijando, nós causa até uma admiração, pela simples razão do que eles não estão nem aí para as pessoas e  lugar. Tanto faz o local, corredor, praça, tempo e hora. Eles estão sozinhos em um universo. Toda essa paixão se continuar seguindo esse ritmo, vai acabar liquidando ambos pelo simples motivo que os dois, não vão conseguir fazer mais nada!

A paixão consome!

Ela é gostosa mais não pode ser o ponto de saída, e sim de chegada.

O amor te leva ao cuidado porque a paixão é descuidada, ela faz esquecer que você precisa preservar aquilo que está contigo a sua volta.

Por mais que a paixão seja as vezes aprazível, ela não pode ser a base de sustentação de uma relação.

Esse sentimento ele vem e vai, e um dia pode ir e não voltar mais!

O amor tudo supera, porque não precisamos exatamente de um motivo para se amar, já a paixão não! Ela só aparece quando há um estimulo, e quando esse estimulo deixa de ser uma novidade, ela acaba.

No final, tudo o que se vive é mais intenso do que se sente, e muitos não enxergam isso.

Trocar uma historia vivida a dois, para viver um prazer a  três é um risco assumido por muitos!

Todos esses na sua grade maioria, terminam as suas vidas sozinhos fisicamente e mentalmente.

 

RECOMENDAMOS


O Leão de Judá
Judá, a ti te louvarão os teus irmãos; a tua mão será sobre o pescoço de seus inimigos; os filhos de teu pai a ti se inclinarão. Judá é um leãozinho. (g49:8)

COMENTÁRIOS