Alice Cooper disse em uma mega igreja em Ohio que o cristianismo o salvou quando sua vida estava se transformando em dependência de drogas e álcool.

O astro do rock e cristão comprometido descreveu como ele chegou a um ponto baixo a 40 anos atrás, tossindo sangue, quando percebeu que sua vida tinha que mudar.

“Eu fui o mais longe que pude“, disse ele durante uma visita à Igreja Parkside em Cleveland, pastoreada por Alistair Begg.

Foi o cristianismo, ele disse, que “se apossou da minha vida e me virou de cabeça para baixo, o que realmente me fez vir para o caminho certo”.

Ele foi acompanhado no palco por sua esposa, Cheryl, e prestou homenagem a ela por ficar ao seu lado através de seu vício.

“E é claro que me tornei alcoólatra, me tornei viciado em drogas. Cheryl viveu isso comigo“, disse ele.

Apesar de sua bem-sucedida carreira na música rock, ele falou sobre como ele não poderia encontrar satisfação: “Não importa quantas drogas eu tomava, não estava satisfeito. Isso não era satisfatório.”

Cooper é famoso por suas apresentações teatrais no “Teatro da Morte”, mas ele disse que havia descoberto que a “verdadeira rebelião” é ser um cristão.

Observando a satisfação que encontrou em Cristo, ele expressou sua esperança de que os outros fizessem como ele e descobrissem por si mesmos.

“Há uma fome espiritual acontecendo. Todo mundo sente isso. Se você não sente isso agora, você vai. Confie em mim. Você vai sentir“, disse ele.

“Beber cerveja é fácil. Destruir seu quarto de hotel é fácil. Mas ser cristão é uma tarefa difícil. Essa é a verdadeira rebelião.”

Fonte: Portal Padom

O Leão de Judá
Judá, a ti te louvarão os teus irmãos; a tua mão será sobre o pescoço de seus inimigos; os filhos de teu pai a ti se inclinarão. Judá é um leãozinho. (g49:8)

COMENTÁRIOS