O comentarista político Caio Coppolla revelou, em entrevista ao Programa Pânico, da rádio Jovem Pan, que seu depoimento em vídeo sobre o abandono do ateísmo levou pessoas a se entregarem a Deus.

Questionado pelo economista Samy Dana sobre como conciliar o apreço pela evidência com a necessidade de fé, Caio Coppolla lembrou que o cristianismo não está embasado apenas na subjetividade.

“Existem as evidências históricas, a questão histórica da religião. Houve de fato uma figura, que foi Jesus, na Palestina, naquele contexto de dominação romana, enfim, do primeiro século. Isso é uma coisa. E outra coisa, que você bem colocou, Samy, é uma questão de fé”, disse.

“Eu era um cara muito racional, mas ao mesmo tempo, e obviamente repleto de dúvidas. Quem não as tem? Repleto de dúvidas, eu tive… eu falo até que foi uma ‘boa fortuna’, foi um privilégio de ter tido um insight. Eu fui ateu durante dez anos. E aí, numa visita, que eu estava acompanhando meu pai numa cerimônia religiosa, foi um negócio no estalo”, acrescentou.

Por fim, Caio Coppolla conta que seu relato sobre o momento de epifania que o fez se entregar a Jesus Cristo o fez sofrer perseguição de ativistas ateus: “Tenho um vídeo sobre isso no meu canal no YouTube […] que eu conto um pouco dessa história. E é engraçado, tem uma história interessante sobre esse episódio, porque eu fiz esse vídeo em homenagem à minha avó. Ela me fascinava. Ela era uma pessoa que vivia em dor, vivia confinada num quarto pequeno, ela não tinha mobilidade, só era a pessoa mais feliz que eu conhecia. E eu ficava admirado dessa sabedoria, conseguir extrair felicidade numa situação adversa”, introduziu.

“Fiz o vídeo falando sobre Deus, e falando sobre a minha avó. E isso caiu em algumas redes de militância ateísta. Eu, como fui ateu, li Richard Dawkins, Christopher Hitchens, todos esses caras. Tem gente que leva isso a ferro e fogo. Os caras realmente não respeitam a liberdade de crença, que é um princípio fundamental. Quando eu postei esse vídeo, os primeiros comentários eram todos negativos, e eu cheguei a cogitar tirar esse vídeo do ar. Então, passa o tempo, eu venho pra Jovem Pan, acabo tendo uma visibilidade boa aqui, e esse vídeo é hoje um dos mais acessados do canal, e eu recebo até hoje mensagens de pessoas que se converteram a partir desse vídeo. Então, só para deixar os ateus ainda mais bravos, o tempo de Deus é outro”, concluiu.

RECOMENDAMOS


O Leão de Judá
Judá, a ti te louvarão os teus irmãos; a tua mão será sobre o pescoço de seus inimigos; os filhos de teu pai a ti se inclinarão. Judá é um leãozinho. (g49:8)

COMENTÁRIOS