A história de Saionara Félix é de superação através de milagre e de muita fé.

Há pouco mais de dois anos, em 16 de julho de 2018, Saionara Félix Lopes foi vítima de um assalto seguido de uma tentativa de homicídio em Cruzeiro do Sul (AC). Atingida com um pedaço de madeira, a jovem ficou em estado gravíssimo.

Foram fraturas na mandíbula, no maxilar, no nariz, além de 14 dentes quebrados, dando entrada no hospital com uma grande hemorragia.

Durante esse período de tratamento, ela foi submetida a pelo menos cinco cirurgias de grande e pequeno porte, tendo hoje no rosto mais de 50 parafusos e 10 placas. Nos 25 primeiros dias, Saionara só podia se alimentar com comidas líquidas e pastosas.

“Em cada uma das cirurgias era uma nova Saionara, um novo rosto, uma nova mulher, e eu ameia cada uma delas, eu achei cada uma linda, forte e guerreira”, conta.

Ela diz que muitas pessoas perguntam como ela conseguiu superar todas as dificuldades. “Todo pós-operatório não era nada fácil, eu chorei, fiquei triste, teve dias que acordei e não me achei nem um pouco bonita, mas em nenhum momento eu questionei a Deus, porque é uma utopia do crente achar que com Deus está tudo bem, ou só acontece coisas ruins com quem está pecando”, declara.

“O mundo está cheio de coisas ruins, nós somos humanos e vulneráveis a esse mal. Só existe um detalhe: fatores externos não definem quem sou!”, diz a jovem, emocionada.

Morando atualmente em Santa Catarina, Saionara lembra momentos vivenciados antes do ataque que mudou sua vida completamente. “Eu e meu marido passamos a tarde tirando fotos do aniversário de casamento, visitamos nossos familiares e ao voltar para casa minha vida mudou completamente”, lembra.

Saionara acredita fielmente que todos os acontecimentos ocorreram com a permissão de Deus. O primeiro milagre foi que o único médico especialista buco maxilo que poderia atendê-la estava com viagem marcada para o dia do acidente, mas por um cancelamento do voo, permaneceu na cidade e estava no hospital no momento que Saionara deu entrada na unidade.

“Todos os detalhes desse milagre foram escolhidos por Deus, é incrível. Vocês podem achar que não foi grave minha situação, pois não tem cicatriz nenhuma, não mudou nada, isso é porque nosso olhar humano as vezes gosta de ver a desgraça e a tristeza, mas o Deus, que me sustenta, é muito maior que todas as dificuldades”, agradece.

Momentos de tribulação

Ao usar a citação da Bíblia de João 16:33 (“Eu disse essas coisas para que em mim vocês tenham paz. Neste mundo vocês terão aflições; contudo, tenham ânimo! Eu venci o mundo”), Saionara relembra que é necessário persistir nos momentos de tribulação.

“O amor de Deus me ensinou o que é amor. Eu pecadora e imunda e ele se entregou por mim. Quem sou eu para não me amar toda roxa, inchada e sem dentes. Ele me amou, me deu o dom da vida mais uma vez e me fez um milagre, e hoje só tenho o que agradecer”, destaca.

Em um comentário nas redes sociais, o médico buco maxilo que operou Saionara no dia do acidente, Dr. Sandro Jorge, considerou o momento vivenciado como um milagre.

“Naquele dia eu também tive a total certeza que Deus sempre esteve ao meu lado durante os procedimentos. A hemorragia era muito grande, pensei que fosse perder [a paciente], lembro como se fosse hoje”, diz o dentista.

“Pedi a Deus, depois de tanto tentar conter o sangramento em vão, Senhor, me dá uma luz para salvar essa menina. Foi nessa hora, que em meio a tanto sangue, vi a artéria que havia sido rompida; fiz a ligadura e pude respirar aliviado”, lembra.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DO JURUÁ EM TEMPO

O Leão de Judá
Judá, a ti te louvarão os teus irmãos; a tua mão será sobre o pescoço de seus inimigos; os filhos de teu pai a ti se inclinarão. Judá é um leãozinho. (g49:8)

COMENTÁRIOS