O jogador Leo Silva, volante do Kashima Antlers, do Japão, participou da série “Ouça Minha História” transmitida ao vivo pelo Guiame.

Na série “Ouça Minha História”, o jogador Leo Silva, volante do Kashima Antlers, do Japão, falou sobre sua trajetória com o pastor Rodrigo Salvitti, que atuava como fisioterapeuta do clube japonês

“Eu sou muito abençoado por Deus, porque Ele me deu mais do que eu imaginei. Eu só tenho gratidão por tudo isso”, disse o jogador a Salvitti enquanto contava sua história na live exibida pelo Guiame na última sexta-feira (24).

O jogador de 34 anos começou no esporte com o futebol de salão em São Luís do Maranhão. Até que, aos 15 anos, se deparou com uma proposta de fazer testes em São Paulo e transformar sua paixão em profissão.

Os vizinhos e familiares ficaram eufóricos com a proposta, mas Leo lembra que foi tomado pelo sentimento de angústia. “Eu comecei a chorar, porque eu lembrei que não teria mais ninguém. Eu estaria sozinho”, conta.

Até que, depois de vários testes em São Paulo, ele foi revelado na categoria de base pela URT, em Patos de Minas (MG). Em 2003 foi para o Cruzeiro e, no ano seguinte, passou pelo Ipatinga, retornando ao Cruzeiro em 2007.

Leo foi emprestado para o Botafogo em 2009 e, em 2010, rescindiu o contrato com o Cruzeiro. Foram 8 meses em casa, aguardando uma nova negociação. “Permaneci em oração com a minha esposa, sem murmurar”, ele conta.

“E foram 8 meses que Deus mudou a minha vida”, continua. “Ele me tornou um atleta melhor, uma pessoa melhor, e me fez entender que eu tinha que esperar as coisas no tempo Dele, e não no meu”.

No final dos 8 meses, já próximo do fechamento da janela de negociações, Leo recebeu uma proposta do Guaratinguetá. “Deus mostrou que é no tempo Dele. Ele é um Deus de promessas e nunca vai deixar de cumprir”, disse.

O jogador teve sua última temporada no Brasil em 2012, pela Portuguesa. Desde então, ele tem atuado no futebol japonês, com uma passagem de três anos pelo Albirex Niigata e atuação no Kashima Antlers desde 2016.

“Desde o primeiro dia eu senti que ali era o lugar que Deus tinha preparado”, disse Leo sobre o Japão.

Foi no Kashima Antlers que ele conviveu com o pastor Rodrigo Salvitti. “São pessoas que eu sempre tive a oportunidade de ter um suporte”, ele lembra. O Kashima, que Zico tem como diretor técnico, foi um dos principais responsáveis por popularizar o futebol no Japão.

Além de se preocupar com o desempenho no campo, Leo Silva busca ensinar com o exemplo. “Infelizmente a gente peca todos os dias, mas temos que tentar melhorar”, afirma. “Eu espero que a semente que eu plantei desde o primeiro dia que eu cheguei no Japão, possa ser colhida daqui alguns anos, com o exemplo que eu passei”.

Casado há 14 anos, desde os 20 anos de idade, Leo fala sobre a importância da família. “Se eu pudesse casar ainda mais novo, eu casaria. Deus escolheu a melhor mulher para mim e sou grato por isso. Minha esposa me dá um suporte muito grande”, disse.

Ele ainda afirma que a família contribui para que seu nível no campo seja elevado. “Quando você tem uma esposa que ajuda e tem a família como prioridade, é muito mais fácil. Eu sou o tipo de pessoa que faz tudo por eles”, conta.

Ao final da live, ele deixou ainda uma mensagem de incentivo: “Acredite em Deus, porque só Ele pode mudar sua história”.

FONTE: GUIAME, LUANA NOVAES

O Leão de Judá
Judá, a ti te louvarão os teus irmãos; a tua mão será sobre o pescoço de seus inimigos; os filhos de teu pai a ti se inclinarão. Judá é um leãozinho. (g49:8)

COMENTÁRIOS