Esteja atento para as decisões que você tem tomado, pois o seu destino conta com a sua saúde emocional. E, a tua geração, com os acertos do teu relacionamento. Não cometa a falha de não soltar aquilo que Deus quer tirar, e, do mesmo modo, não insista em colocar um ponto final no lugar que Deus colocou apenas uma vírgula.

Algumas histórias escritas pelo Criador, não precisam trocar os personagens para chegar no próximo capítulo, mas, certamente, alcançar no coração dEle o novo roteiro separado para esse período da caminhada. Toda direção vem pela oração, e jamais pela emoção. É preciso examinar a si mesmo antes de pregar a palavra final sobre um relacionamento, mesmo estando convicto da sua decisão.

É visível que a emoção maquia as decisões. O que muitas vezes aos teus olhos parece a melhor opção, na verdade, pode ser a pior. É preciso trazer à memória que Deus te confiou o cuidado daquele coração, onde escolheu você para amar. O que a nossa natureza humana deseja é contrário ao que o Espírito Santo deseja. Não pode habitar os dois em um mesmo lugar, e o que fazemos é um espelho daquilo que mais está sendo alimentado em nosso interior.

Se há um desequilíbrio emocional, é claro que você não está decidindo pelo o que é certo, pois a verdade está atrás dos frutos que o Espírito de Deus produz. Frutos como o amor, alegria, paz, paciência, delicadeza, bondade, fidelidade, humildade e o domínio próprio. Qualquer caminho se torna o seu quando não se há controle das emoções. Qualquer mentira parece uma boa verdade quando a direção não vem da oração. Logo, ore, espere e decida. A oração abre a porta.

Esperar em Deus não é ficar parado, é caminhar nEle. A decisão é a atitude que te centraliza nos planos do céu. E, quando Deus te mostrar a decisão certa, é preciso que você renuncie a sua vontade. “Tem gente que quer resposta de Deus, mas não quer opinião de Deus na resposta”.

Por: Deive Leonardo.

O Leão de Judá
Judá, a ti te louvarão os teus irmãos; a tua mão será sobre o pescoço de seus inimigos; os filhos de teu pai a ti se inclinarão. Judá é um leãozinho. (g49:8)

COMENTÁRIOS