O batismo coletivo foi realizado pelo grupo UNP entre os dias 6 a 13 de dezembro em todas as unidades

No período de 6 a 13 de dezembro último, o grupo Universal nos Presídios (UNP) realizou mais um batismo coletivo. A ação aconteceu em todas as unidades prisionais onde há trabalho, no Brasil e no exterior.

No total, 13.299 homens e mulheres que cumprem pena em presídios brasileiros, mais 847 reclusos em outros países, tiveram a chance de nascer de novo. Através desse passo de fé, em obediência ao ensinamento bíblico descrito no Evangelho de Marcos 16:16, “Quem crer e for batizado será salvo; mas quem não crer será condenado”.

Batismo coletivo 7a 768x576 1 300x225 - Em uma semana 14.146 detentos foram batizados no Brasil e exterior

Assumindo a fé

Sobre o assunto, o Bispo Edir Macedo explica que o batismo nas águas simboliza a morte e o sepultamento da velha natureza pecaminosa. Quando alguém se converte de fato ao Evangelho, assume publicamente a fé e passa a andar de acordo com os Preceitos de Deus.

“A falta do batismo não impede uma pessoa de ser salva, pois há casos em que alguém passa a crer no Senhor Jesus, mas morre logo em seguida. Um exemplo disso foi o caso do ladrão crucificado ao lado do Senhor Jesus. Sabendo que sua morte era iminente, ele reconheceu o Filho de Deus e rogou para ser salvo (Lc 23.42). Diante disso, recebeu a Salvação, mesmo sem ter sido batizado. Porém, aqueles que adiam o batismo por espontânea vontade negligenciam o futuro da própria alma”, esclarece o Bispo Macedo, em suas anotações de fé, na Bíblia Fiel.

Uma nova história

Conforme explicou o Pastor Clodoaldo Rocha Oliveira, responsável pelo trabalho da UNP em todas as unidades prisionais do Brasil e exterior, todos que desceram às águas, a partir desse ato, passaram a ter esperança e paz.

Batismo coletivo 15a 768x576 1 300x225 - Em uma semana 14.146 detentos foram batizados no Brasil e exterior

“Isso só foi possível, porque compreenderam que o batismo nas águas é a materialização da fé e o reconhecimento de um Deus Todo-Poderoso. Além disso, é fazer valer o sacrifício do Senhor Jesus na Cruz do Calvário”, salientou o Pastor Clodoaldo.

Estes princípios são absorvidos através do trabalho de evangelização que é realizado semanalmente nas unidades prisionais. Assim, muitas pessoas que já não tinham esperança de mais nada na vida, descobriram o imenso amor de Deus e abraçaram a oportunidade da Salvação.

O Leão de Judá
Judá, a ti te louvarão os teus irmãos; a tua mão será sobre o pescoço de seus inimigos; os filhos de teu pai a ti se inclinarão. Judá é um leãozinho. (g49:8)

COMENTÁRIOS