A batalha de Anne Graham Lotz – filha do lendário evangelista cristão Billy Graham – contra o câncer está chegando ao fim. Ela fará sua última quimioterapia em 14 de fevereiro, mas já vem comemorando sua cura desde a quinta sessão, quando cogitava interromper o tratamento.

Anne Graham, que também é evangelista, foi diagnosticada com um câncer de mama em agosto do ano passado, aos 70 anos de idade. O fato foi uma surpresa tanto do ponto de vista espiritual quanto de saúde, visto que ninguém da sua família teve uma doença semelhante.

Contudo, ela em nenhum momento deixou de confiar nos propósitos do Senhor e se manteve certa de que Deus a curaria, física ou espiritualmente, levando-a para junto dEle. A superação física, entretanto, foi o primeiro passo de todo o processo.

“Enquanto orava com minhas duas filhas após a minha quinta sessão de quimioterapia, Deus parecia indicar que Ele havia me curado. Me limpou, removeu o câncer de mim. Eu ponderei em meu coração o que acredito que Ele disse”, escreveu Lotz em seu blog.

Ela explicou que a existência de câncer faz parte da condição humana, uma vez que todos, enquanto nesta vida, estão sujeitos ao sofrimento, citando Jesus Cristo e o apóstolo Paulo como exemplos.

“A vida não é sobre facilidades, sobre estar confortável, sobre… não correr riscos. A vida é sobre triunfar sobre os obstáculos”, disse ela, destacando que para tudo há um sentido onde os propósitos de Deus se cumprem, mesmo nas situações difíceis, onde geralmente os seres humanos não conseguem entender a razão.

“Eu não quero que Ele [Deus] me dê o que eu quero”, disse ela. “Eu quero que Ele me dê o que Ele quer me dar e eu sinto que Ele está me dando uma jornada que é um desafio, mas é uma bênção ao mesmo tempo, porque estou mais perto dEle e tenho algo para compartilhar com outras pessoas que estão passando pela mesma jornada”.

Como uma verdadeira guerreira e, sobretudo, evangelista, Anna Graham Lotz conclui que sua luta contra o câncer é uma oportunidade de olhar para às pessoas que já passaram ou ainda passam pelo mesmo desafio, podendo fazer da sua vida um exemplo de fé para elas.

“Isso me dá a oportunidade de me voltar para às pessoas que estão sofrendo e não têm esse relacionamento com o Senhor, não têm uma fé ou estão confusas e irritadas. Deus me deu múltiplas oportunidades para encorajar outras pessoas que estão na mesma jornada”, conclui a evangelista.

Fonte: Gospel Mais

RECOMENDAMOS



O Leão de Judá
Judá, a ti te louvarão os teus irmãos; a tua mão será sobre o pescoço de seus inimigos; os filhos de teu pai a ti se inclinarão. Judá é um leãozinho. (g49:8)

COMENTÁRIOS