Se vai passar em Hollywood a gente não sabe, mas que a história da dupla Claudinho e Buchecha vai virar cinema e passar nas telinhas aqui do Brasil, isso vai! A previsão de lançamento é para 2020 e, além do filme, a vida dos amigos funkeiros também deve ser contada através de livro e de um musical.

De origem humilde, eram amigos de infância na cidade de São Gonçalo, e se consideravam irmãos. Participavam de baile funk e venceram um concurso de rap no bairro em que moravam. Em 1992, quando Claudinho convenceu Buchecha a participar de um concurso de Rap no Clube Mauá em São Gonçalo. Os dois ganharam o concurso, com o “Rap da Bandeira Branca” mas pararam por ai e três anos depois, ainda por insistência de Claudinho, a dupla participou e venceu mais um festival, dessa vez a música foi o “Rap do Salgueiro”, que virou febre nas rádios e bailes cariocas. Tiveram uma carreira batalhada mas o sucesso deles foi inevitável e hoje em dia são considerados por muita gente os reis do funk. As músicas eram compostas na maioria por Buchecha, mas Claudinho também compunha. Bastava aparecer uma inspiração, que eles se trancavam no quarto e a música surgia. As coreografias eram criadas pelos dois. Tinham o hábito de rezar antes de entrar no palco e após os shows atendiam carinhosamente o público, dando autógrafos e tirando fotos. Para eles o que não podia faltar em cada show era calor humano. Com o sucesso, saíram de São Gonçalo e vieram morar na Ilha do Governador, de onde não saíram.

No ritmo de um disco por ano, a dupla Claudinho e Buchecha, ganhou fama nacional em 1996 com a música “Conquista” (“Sabe / tchu ru ru / estou louco pra te ver / oh yes”) que passou a ser fixa em todos os shows, e em 1997 com “Quero Te Encontrar”. Eles driblaram as armadilhas do sucesso rápido e se firmaram como cantores pop, acumulando sucessos do calibre de “Nosso Sonho”, “Xereta” e “Só Love”. Claudinho conta que no início da carreira eles tinham ritmo mas não tinham afinação: “Aprendemos a ter noção de palco e campo harmônico tocando em banda”. O sucesso foi tanto que dupla não parou mais. Considerada os cantores de maior sucesso na história do funk, em 1996, o primeiro disco que levava o nome da dupla que vendeu mais de 1,2 milhões de cópias. E com esse sucesso a dupla viajou para o Japão, Portugal, Argentina, EUA, entre outros. A Dupla foi mania nacional , os sucessos Conquista e Nosso Sonho arrebataram o país junto com suas coreografias.

RECOMENDAMOS



O Leão de Judá
Judá, a ti te louvarão os teus irmãos; a tua mão será sobre o pescoço de seus inimigos; os filhos de teu pai a ti se inclinarão. Judá é um leãozinho. (g49:8)

COMENTÁRIOS