EJ Brosas vivia em conflitos familiares, o que o fez se entregar a bebidas, cigarros e até a tentar tirar sua vida.

O jovem Ej Brosas, de 18 anos, conta a mudança que teve em sua vida ao ser convidado por um amigo para ir à igreja.

“Estou servindo ao Senhor há dois anos e quero compartilhar minha história. Eu não era crente antes e admito que era uma pessoa mundana, entregue ao álcool e a cigarros”, diz o rapaz, da United Pentecostal Church – One God Believers.

Brosas diz que mesmo amando sua família, não senti nenhuma afinidade com eles e sempre teve em mente que ninguém realmente o amava. “Eu estava sempre sozinho, mesmo que precisasse de alguém para me apoiar com relação aos meus problemas na escola ou na minha vida. Eu não tinha ninguém, nem mesmo amigos para me ajudar”, conta.

O jovem diz que sempre quis ter um pai que estivesse sempre ao seu lado, tanto em momentos difíceis como nos de alegria. “Por causa do meu desejo pelo carinho e amor de meus pais, eu não sabia para onde ir. Eu estava perdido e não tinha com quem contar, nem mesmo meus parentes”, lembra.

Desespero

Em sua fase mais crítica, Brosas diz que tentou se suicidar. “Fiquei paranoico e deprimido até o ponto em que quase tirei. Eu estava mesmo batendo minha cabeça na parede. Destruí todas as coisas ao meu redor e decidi cortar meu pulso como uma maneira de escapar da minha loucura”, conta.

Apesar da tentativa, o jovem conseguiu sobreviver. “Havia muito sangue, mas o bom é que eu consegui sobreviver. Eu estava chorando o tempo todo. Eu decidi jogar fora a faca que estava na minha mão”, lembra.

Brosas diz que naquele momento, não sabia que havia um Deus, por isso nunca pensou em recorrer a Ele, mas apenas conseguir culpar seus pais.

“Meu filho, eu te amo”

A vida de Brosas começou a ser transformada quando aceitou um convite para ir à igreja. “Cheguei na igreja e tudo era novo para mim. Especialmente as pessoas que eram tão legais comigo”, lembra.

Ele diz que durante o culto começou a se questionar: “Por que elas são tão felizes e por que estão chorando também?”.

Brosas diz que a resposta veio da presença de Deus que ele começou a sentir. “Naquele exato momento, aprendi sobre o Senhor. Ele estava me dizendo: ‘Meu filho, apenas chore, deixe sair [a tristeza]!’. Eu estava chorando muito, deixando realmente tudo sair até sentir a presença Dele”, lembra.

Brosas conta que no mesmo instante ouviu Deus falar ao seu coração: “Meu filho, eu te amo”.

“Essas palavras continuam se repetindo em minha mente”, conta Brosas, que diz ter pensado que “finalmente alguém me chamava de filho!”.

“Senti uma grande alegria ao ser chamado de filho. Cheguei à conclusão de que Deus é meu verdadeiro pai e a resposta para tudo. Ele foi quem curou as minhas feridas e a peça que faltava para completar e mudar minha vida”, testemunha.

Graça e misericórida

“Vi a importância da cruz no Calvário que me libertou. Ele deu Sua vida por mim e eu não sou mais abandonado ou destruído por causa da misericórdia e graça de Jesus”, diz.

“Fiquei cativado pelo Seu amor, que está continuamente me mudando. Deus está me ensinando em termos de orar e ir à igreja me esclarece sobre a importância da minha vida”, conta o jovem, que diz ainda que seu relacionamento com a família também está em transformação”.

“Acredito que, por causa do Senhor, meu relacionamento com minha família está em processo de restauração. Deus me fez entender sobre as coisas que aconteceram comigo tinham um propósito especialmente, em relação aos meus pais”, diz.

“Oro continuamente por eles porque acredito no poder da oração. Chegará o dia em que eles também sentirão o amor do Senhor. Agradeço ao Senhor por Seu amor e prometo a mim mesmo que o servirei para sempre até o dia em que Ele voltar”, garante.

Ele diz que todos devem continuar orando por seus pais que não conhecem Jesus “para que sintam o amor do Senhor no tempo de Deus”.

“Vamos lembrar que Deus nos ama e nunca nos deixará. Deus nos chamou porque temos um propósito e Ele nunca deixará de cumpri-lo. Confie Nele e vamos servi-Lo com todo o coração. Deus abençoe!”, finaliza.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DA UNITED BIBLE SOCIETY

O Leão de Judá
Judá, a ti te louvarão os teus irmãos; a tua mão será sobre o pescoço de seus inimigos; os filhos de teu pai a ti se inclinarão. Judá é um leãozinho. (g49:8)

COMENTÁRIOS