Todos os prisioneiros mantidos em uma única ala adotaram a fé cristã, depois de aprender o evangelho na prisão. Agora eles testemunham o poder transformador de Cristo em suas vidas.

O pavilhão 8B da prisão de Cristo Rey, na cidade de Cachiche, em Ica, é diferente dos outros pavilhões, pois todos os prisioneiros que cumprem suas penas sofreram uma mudança radical em suas vidas.

Nesta ala para reclusos primários, todos os que a habitam têm uma Bíblia na mão. Todos os seus internos fazem parte da igreja cristã “A mão de Deus tocou meu coração”, que na última sexta-feira completou um ano.

O diretor penitenciário, Jorge Mateo Suyo, sustenta que a religião é um complemento à sua ressocialização e subsequente reintegração à sociedade. Paralelamente, todos os presos tomam psicologia e terapias grupais e individuais para tentar modificar o comportamento que levou à prisão.

Cada membro desta igreja, cujo fundador é Henry Ames León, carrega uma Bíblia e fica com ela a maior parte do dia. Só saem quando trabalham em uma das oficinas das “Cadeias Produtivas” que a penitenciária possui.

No primeiro aniversário da igreja na prisão, os presos convidaram a prefeita da cidade de Ica, Emma Mejía, e a diretora do Escritório Regional de Lima do Instituto Nacional Penitenciário (INPE), Rubén Ramón Ramos.

Todos concordaram em sugerir que essa igreja evangélica fosse estendida ao restante dos pavilhões e, por que não, às 68 penitenciárias do país.

“Não desanime nessa corrida de realizar seus sonhos e depois reincorporar-se à sociedade. Realize sua mudança com base na fé ”, disse Ramón.

Fonte: AcontecerCristiano.Net

Tradução: O Leão de Judá

O Leão de Judá
Judá, a ti te louvarão os teus irmãos; a tua mão será sobre o pescoço de seus inimigos; os filhos de teu pai a ti se inclinarão. Judá é um leãozinho. (g49:8)

COMENTÁRIOS