O fim de semana foi marcado por conflito violento entre Israel e militantes da Faixa de Gaza.

Israel foi alvo de 690 foguetes disparados a partir de Gaza em menos de 24 horas, anunciaram as Forças de Defesa de Israel nesta segunda-feira (6). Pelo menos quatro israelenses foram mortos e outros 10 estão feridos.

Em resposta, Israel atacou 350 alvos do grupo terrorista Hamas, que governa Gaza, e da Jihad Islâmica, apoiada pelo Irã. Autoridades médicas palestinas relataram 31 mortos desde sexta-feira (3), incluindo pelo menos 11 terroristas.

Esta foi uma das mais intensas escaladas de violência na região, desfazendo a calmaria de um mês sem ataques. O confronto ocorre dias antes de os muçulmanos começarem o mês do Ramadã, que se iniciou no domingo (5) e os israelenses celebrarem o Dia da Independência, que se inicia na próxima quarta (8).

Um cessar-fogo entre Israel e os grupos terroristas de Gaza entrou em vigor às 4h30 da segunda-feira, encerrando dois dias de intensos conflitos. O governo israelense se recusou a confirmar a trégua, que teria sido negociada pelo Egito.

O aparente cessar-fogo, cujos termos não foram esclarecidos, veio depois de várias horas de silêncio. Não houve foguetes ou ataques aéreos depois das 2 da manhã de segunda-feira.

2019 05 08 1 - Mais de 600 foguetes são disparados contra Israel em menos de 24 horas

Na noite de domingo, antes da trégua, os militares israelenses disseram que bombardearam cerca de 40 “alvos terroristas” na Faixa de Gaza em sua última rodada de ataques aéreos, elevando o número total de ataques da IDF para 320 nos últimos dois dias.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou no Twitter que “apoia Israel 100% na defesa de seus cidadãos”.

“Mais uma vez, Israel enfrenta uma série de ataques com foguetes dos grupos terroristas Hamas e Jihad Islâmica”, afirmou Trump. “Ao povo de Gaza: esses atos terroristas contra Israel não lhe trarão nada além de mais miséria. Acabar com a violência e trabalhar pela paz — isso pode acontecer!”.

FONTE: GUIAME

RECOMENDAMOS






Judá, a ti te louvarão os teus irmãos; a tua mão será sobre o pescoço de seus inimigos; os filhos de teu pai a ti se inclinarão. Judá é um leãozinho. (g49:8)