Nós sabemos bem o quanto pode ser polêmico falar das diferentes religiões existentes atualmente. Por mais que a maioria das pessoas que pratica sua crença tenha boas intenções, sempre há atitudes ou descobertas que vão parar nas notícias e causam as mais variadas polêmicas. O caso de hoje é assim. Não sabemos exatamente qual era o objetivo do homem e não queremos julgá-lo, mas podemos refletir sobre a atitude que ele teve e o que o levou a agir dessa maneira.

Não sabemos o nome dos envolvidos, apenas de quem fez o relato. Ajayi Afolabi, abaixo, contou que presenciou a lamentável cena em um hospital geral na Nigéria. Ele começou a perceber a agitação no hospital e viu as cenas inicialmente como uma situação que se passa em ambulatórios, mas depois acabou se envolvendo emocionalmente com o que estava acontecendo e acabou até tomando atitudes no final, quando percebeu que não poderia mais aguentar ficar apenas olhando para o que estava acontecendo.

27867287 10160020629995441 5877573060195268120 n - Marido, Testemunha de Jeová, não autoriza transfusão de sangue para sua esposa grávida e a deixa falecer

De acordo com Ajayi Afolabi, ele estava no Hospital Geral de Lagos quando viu uma mulher grávida e seu bebê morrendo durante o trabalho de parto porque o marido, testemunha de Jeová, não aceitou que ela fizesse transfusão de sangue. Ele ouviu o médico conversando com o marido da grávida tentando convencê-lo a permitir que ele continuasse com os procedimentos necessários porque a mulher já havia perdido muito sangue e a vida dela e a do bebê estavam em risco. Contudo, o homem recusou veementemente.

Ele disse que a transfusão de sangue era contra a doutrina da igreja. Segundo o marido, testemunhas de Jeová não aceitam essa prática e ele considerava um pecado transferir seu próprio sangue para a esposa. O médico insistiu que continuaria os procedimentos ainda assim porque não tinha mais jeito, mas o homem ameaçou processar o médico. O profissional ainda pediu para que o marido repensasse e salvasse a vida da esposa, mas ele continuou insistindo que isso não mudaria sua mente de forma alguma.

Depois de perceber que a insistência não estava funcionando, o médico desistiu de conversar com o marido e foi falar com a mulher, que já estava na sala de operação, perguntando se havia algum outro parente por perto que poderia assinar os papéis para a transfusão, mas ela disse que não, enquanto era levada para o corredor em uma cadeira de rodas. Ela chegou a gritar para o marido permitir que os médicos fizessem a transfusão nela, mas ele recusou novamente sem hesitar sequer por um momento.

Os médicos, então, tiveram mais uma ideia para salvar a mulher e o bebê. Eles falaram para o marido levá-la ao Hospital Universitário de Lagos, que tem mais ferramentas e as melhores instalações talvez tornassem possível salvar a mulher sem ter a necessidade de uma transfusão de sangue. A única coisa que o homem precisaria fazer era solicitar e trazer ao hospital geral uma ambulância para fazer o transporte. Quase uma hora depois, o marido voltou ao hospital com uma ambulância para transporte de cadáveres.

Ajayi Afolabi contou que há estava muito bravo com tudo o que tinha acontecido e não conseguiu mais se segurar quando viu o carro que o homem havia levado que pediu ajuda para algumas pessoas e ele mesmo foi atrás de uma ambulância de salvamento. Contudo, como ele não estava doente e não era parente da mulher, eles só conseguiram o veículo depois de 3 horas de tentativas. Infelizmente, em direção da ambulância em uma cadeira de rodas e sem a companhia do marido, ela não resistiu e acabou falecendo.

O bebê também não conseguiu ser salvo e faleceu pouco depois. Depois disso, o marido percebeu o que havia acontecido e caiu em lágrimas. Ainda assim, Ajayi Afolabi não aguentou o que se passou e decidiu agredir o marido da falecida. Você tomaria partido dele, que agrediu o outro que acabou de perder a mulher e o filho ou ficaria do lado do marido, que não salvou a esposa e o filho quando ainda tinha condições de fazê-lo? Confira os prints do relato original abaixo (em inglês).

https://twitter.com/SubDeliveryZone/status/965598069713788928/photo/1?ref_src=twsrc%5Etfw%7Ctwcamp%5Etweetembed%7Ctwterm%5E965598069713788928&ref_url=https%3A%2F%2Fwww.paraoscuriosos.com%2Fa6219%2Fmarido-testemunha-de-jeova-nao-autoriza-transfusao-de-sangue-para-sua-esposa-gravida-e-a-deixa-morrer

Fonte: Para os curiosos

RECOMENDAMOS



O Leão de Judá
Judá, a ti te louvarão os teus irmãos; a tua mão será sobre o pescoço de seus inimigos; os filhos de teu pai a ti se inclinarão. Judá é um leãozinho. (g49:8)

COMENTÁRIOS