“Não há possibilidade de que seja um acidente”, disse o Dr. Tommy Mitchell em entrevista

O médico norte-americano Tommy Mitchell defende o criacionismo e tem afirmado que a complexidade do corpo humano é a prova da existência de Deus.

Antes ele era um defensor da evolução teísta, uma ideia filosófica criacionista que concilia a ideia da criação divina com a teoria da evolução, mas ele passou por uma “evolução espiritual” e agora acredita na teoria da Terra Jovem (com idade entre 5.700 a 10.000 anos).

Como articulista do site Answers in Genesis, o doutor foi entrevistado recentemente no programa “Answering Atheists”, do PureFlix.com, onde listou as partes mais complexas do corpo humano que justificam sua crença na existência de um Deus criador.

“Quando você para e realmente considera as complexidades do corpo – sejam os mecanismos homeostáticos que permitem que a temperatura permaneça constante, ou os níveis ácido-base permaneçam dentro de limites muito restritos, ou a forma como o rim ajuda a regular a pressão sanguínea e o equilíbrio de fluidos, ou as proteínas de coagulação do sangue e todos eles têm que estar exatamente no mesmo lugar[…]”, declarou.

O médico disse que esses detalhes não podem ser considerados como frutos de um acidente. “Quando você realmente para e dá um passo para trás e considera como o corpo é extremamente complexo, não há possibilidade de que seja um acidente”.

Para deixar de acreditar na evolução teísta e se tornar um criacionista ele precisou passar por mudanças em seu coração e disse que foi necessário “desaprender muitas coisas” do que aprendeu em toda a sua formação.

Fonte: Gospel Prime

O Leão de Judá
Judá, a ti te louvarão os teus irmãos; a tua mão será sobre o pescoço de seus inimigos; os filhos de teu pai a ti se inclinarão. Judá é um leãozinho. (g49:8)

COMENTÁRIOS