Permaneceu naquele lugar, pensando que haviam roubado o corpo do Senhor, até que Jesus lhe perguntou: “Mulher, por que choras?”

No primeiro dia da semana, após três dias da morte de Jesus, bem cedinho, Maria Madalena foi ao sepulcro e viu que a pedra tinha sido removida, que o túmulo estava aberto, que o corpo dele não estava mais ali, e se desesperou.

Permaneceu naquele lugar, pensando que haviam roubado o corpo do Senhor, até que Jesus lhe perguntou: “Mulher, por que choras?” E ela não o reconheceu. Ele lhe perguntou novamente: “O que você está procurando?” Em soluços, pensando ser Ele um jardineiro, ela disse: “O corpo do meu Senhor”, até que Jesus a chama pelo nome, e ela, assustada e, ao mesmo tempo feliz, reconhece-o. (João 20)

Jesus, o tempo todo, estava do lado dela, mas a dor, o medo, o desespero, não lhe permitiram sentir.

Às vezes, as lutas que enfrentamos são tão doídas, tão difíceis, que rejeitamos o cuidado do Senhor, sem perceber.
Passamos a viver o abandono dentro de nós por nos deixar abater pelo que vem contra, esmorecemos na fé por pensar que é o fim de tudo, que aquela situação não tem mais jeito, que aquele milagre tão esperado nunca acontecerá, que aquela pessoa que tanto amamos não vai mudar, que aquelas portas que se fecharam eram as únicas que existiam, quando, na verdade, o Senhor está o tempo todo trabalhando a nosso favor, fazendo com que cada coisa se ajeite, trazendo vida ao que morreu dentro de cada um.

O silêncio d’Ele também é resposta, e o que Ele nunca fez e nunca fará é abandonar um filho Seu. Por mais impossível que algo lhe pareça, por mais adversidades que você tenha de enfrentar, não duvide de que Ele está com você, não perca a esperança, não desfaleça, porque o que é seu vai chegar, na hora certa e no tempo mais oportuno. O que está distante de suas mãos, Ele abraça para você.

Não importa se muitos não acreditam nessa fé bonita que você carrega, não desista dela nem se desespere, acalme o seu coração, Ele está na direção!

Por: O Amor

O Leão de Judá
Judá, a ti te louvarão os teus irmãos; a tua mão será sobre o pescoço de seus inimigos; os filhos de teu pai a ti se inclinarão. Judá é um leãozinho. (g49:8)

COMENTÁRIOS