Por: Douglas Junior Correa Guanes

Nunca existiu em todos os tempos como hoje, uma geração que ama dar opinião, ou discorda de tudo o que vê postado em rede social.

Eu trabalho com páginas evangélicas já fazem 5 anos, e nunca fui tão odiado e alvo de críticas por pessoas que nem me conhecem. Se fosse somente críticas, não daria tanta importância, porém essas criticas na maioria vem acompanhadas de ofensas e julgamentos.

Esses comentários são tanto do lado pentecostal como calvinistas. O bom seria se fosse críticas construtivas e feitas por pessoas estudadas e inspirada pelo espirito Santo! Porém nem sempre é assim. Essas mesmas pessoas acham que Deus precisa de advogado, ou que a bíblia precisa de defensores, eles se esquecem que deveriam ser testemunhas e não defensores.

Eu converso com muitas pessoas que rejeitam a igreja e Jesus, por achar bizarro o comportamento dos “crentes” dentro e fora da igreja, e ainda destacam o jogo de ofensas e discussões sobre debates, no Facebook.

Sim! Muita gente rejeita a Jesus por causas dos seus debates e críticas teológicas em rede social.

É incrível o crente que não tem controle sobre a sua língua, se sentindo obrigado a debater ou criticar, coisas que as vezes não é do seu interesse e responsabilidade. Temos que ter em mente que os nossos valores e pensamentos são nossos, e que mesmo pessoas que têm os mesmos pensamentos, discordam em algo.

O crente que se mete em debates em rede social é uma pessoa, imatura, que ama espiritualizar e respaldar os seus princípios e opiniões para se alto promover, ou até mesmo mostrar que é o PHD em teologia e em unção.

Fuja de debates, a melhor forma de provar as suas ideias e testemunhar o nome de Jesus, é com a sua vida, seu comportamento, suas virtudes, e não com um cursinho a distancia de duas semanas de teologia.

RECOMENDAMOS


O Leão de Judá
Judá, a ti te louvarão os teus irmãos; a tua mão será sobre o pescoço de seus inimigos; os filhos de teu pai a ti se inclinarão. Judá é um leãozinho. (g49:8)

COMENTÁRIOS