O pastor Márcio Poncio, pai de Sarah e Saulo Poncio, é uma figura conhecida no eixo Rio-São Paulo, por seus empreendimentos e vida religiosa – ele possui uma fábrica de cigarros e é vice-presidente da Igreja Pentecostal Anabatista – além de ganhar notoriedade por conta dos filhos, que são influencers nas redes sociais.

Em entrevista à revista GQ, Márcio Poncio falou sobre a vida de luxo que leva em sua mansão, e explicou que não há erro em aproveitar os prazeres do conforto, desde que isso não venha através da exploração da fé dos fiéis.

“Veja bem, desapego material não quer dizer que tenhamos obrigatoriamente um padrão de vida a seguir. Por que não viver no luxo se tudo que tenho é fruto do meu trabalho e do meu esforço? Eu trabalhei muito para ter o que tenho. Ainda trabalho muito mesmo tendo idade. O desapego material começa a ser importante quando valorizamos mais coisas do que pessoas. Aí sim tem coisa errada”, disse o pastor.

Márcio Poncio também comentou sobre a contradição entre ser um líder religioso e possuir uma fábrica de cigarros (a Gudang), que rendeu à sua família um patrimônio milionário ao longo dos anos.

“Acredito que todos temos livre arbítrio. Nós sabemos o que está na Bíblia. Temos as lições do Senhor em nossas mãos. Seguir total ou parcialmente é uma escolha individual e eu não sou ninguém para julgar isso”, acredita.

Ele finalizou a entrevista dizendo que não sente arrependimentos por nada que fez na vida, pois tudo é aprendizado. E revelou que sua igreja estaria aberta para receber pessoas LGBTs, pois não faria sentido separá-los do resto do mundo. Márcio Poncio já celebrou, inclusive, casamentos homoafetivos.

São humanos como todos. Não faz sentido separá-los dos demais. Não somos juízes de nada”, opina.

Fonte: Portal do Trono

O Leão de Judá
Judá, a ti te louvarão os teus irmãos; a tua mão será sobre o pescoço de seus inimigos; os filhos de teu pai a ti se inclinarão. Judá é um leãozinho. (g49:8)

COMENTÁRIOS