A morte sempre causa muita tristeza, mas quando é morte repentina como foi no caso da pastora Jacira de 52 anos de idade, a comoção é maior e a dor tende a percussão do caso também.

A noticia do falecimento da líder religiosa enquanto ministrava o culto deixou todos os membros da igreja em choque, os irmão na fé pareciam não acreditar no que os seus olhos viam acontecer.

Tudo aconteceu no do primeiro domingo do ano, dia 06 de janeiro de 2019, na Igreja Ministério de Oração que fica situada na cidade de Sena Madureira, no interior do estado do Acre, onde Jacira pastoreava há 3 anos.

Tatyane Cabral de 18 anos de idade, filha da pastora Jacira, relatou que sua mãe tinha labirintite, mas nesse dia ela estava bem e sem queixa alguma, ao se arrumar para o culto, estava cantarolando toda feliz e chegou bem na igreja, na companhia de Tatyane e outra filha.

Durante o culto ela estava como em todos os outros, e em determinado momento ao fundo de um hino tocado pelo ministério de louvor, ela começou a falar sobre as expectativas para 2019.

Nesse exato momento ela deixou cair o microfone, todos nos assustamos e no mesmo instante ela já estava caída no chão, os irmãos da igreja correram para socorrer, levaram para o hospital, mas não teve jeito.

Tayane conta ainda que antes de morrer a mãe disse alguma coisa bem baixinho, mas ninguém conseguiu entender o que ela estava dizendo naque momento.“Estávamos no culto louvando hinos e ela foi falar da bíblia, da palavra de Deus e do ano começando. Ela falou alguma coisa bem baixinho que a gente não conseguiu ouvir e já soltou o microfone e caiu para trás”, relata Tatyane..

Os médicos legistas ainda não emitiram o atestado de óbito constando a causa.“O que sabemos é que não foi nada no coração dela.

Ela já tinha labirintite e sempre estava um pouco ruim da saúde e também da pressão. Ela sempre estava meio cansada e nunca reclamou, mas, quando ela estava ruim, a gente sabia. Ela ficava quietinha no canto e falava, mas não foi o caso”, esclarece a filha.

A pastora era muito querida e cuidava das coisas da igreja com muito zelo, os membros, todos do município estão enlutados e o mundo gospel estão enlutados.

.“Estamos todos tristes, minha mãe estava falando de Deus. Agora é guardar as memórias boas, ela era uma pessoa muito abençoada e todos sentimos muito a falta dela”, lamenta emocionada a filha da pastora que faleceu durante o culto do último domingo no Acre.

O Leão de Judá
Judá, a ti te louvarão os teus irmãos; a tua mão será sobre o pescoço de seus inimigos; os filhos de teu pai a ti se inclinarão. Judá é um leãozinho. (g49:8)

COMENTÁRIOS