Por: Douglas Junior Correa Guanes

Você já esteve tão apaixonado por alguém, ao ponto de querer dá a sua vida por essa pessoa?

Eu já!

E quando o jogo inverte e é você que precisa dá vida dessa pessoa, e você percebe que ela não é capaz de doar um pouco de tempo para te confortar?

É sempre assim, nunca achamos alguém disposto a se doar, como nos doamos. O pior de tudo é que na maioria das vezes, isso se volta contra você! Somos colocados como errados, dramático, sufocantes, sendo que quem está sendo sufocado, somos nós.

Não existe sensação pior de querer um pouco do que foi dado de volta. No dia de solidão pedir um carinho e não ter, desejar um beijo e receber um não, querer ouvir um eu te amo e escultar, eu não posso.

Você percebe que no final não foi nada, mesmo sendo tudo!

O amor não espera nada em troca, porque na maioria das vezes você vai escultar não.

Quem decide amar tem que ter em mente que nesse jogo, há riscos. Risco de não ser amado de volta, risco de ser traído, risco de ser trocado, risco de ser cobrado, risco de dar tudo e acabar sem nada!

Risco de conhecer uma pessoa que te ame, que corresponda o seu amor, que seja capaz de entregar a vida por você, como você daria por ela. O amor é um jogo de xadrez, você ganhar ou perde tudo.

RECOMENDAMOS



O Leão de Judá
Judá, a ti te louvarão os teus irmãos; a tua mão será sobre o pescoço de seus inimigos; os filhos de teu pai a ti se inclinarão. Judá é um leãozinho. (g49:8)

COMENTÁRIOS