Nesta sexta (3), 54 caminhões levarão produtos de higiene doados por programa social para a população carcerária do Brasil

Os presídios brasileiros além de superlotados carecem de materiais para oferecer condições de higiene aos seus 727 mil presos, conforme os dados do Departamento Penitenciário Nacional (Depen). Preocupados com essa população e como forma de minimizar o impacto da epidemia da Covid-19 nas penitenciárias, a Universal nos Presídios (UNP) – programa social mantido pela Igreja Universal do Reino de Deus –, iniciará nesta sexta (3/4) a campanha “Kit Solidário”, com a distribuição de 500 mil kits de higiene pessoal para a população carcerária do Brasil.

No mês de fevereiro o UNP promoveu uma campanha nacional para distribuir itens de higiene pessoal para os detentos. Foram arrecadados R$ 7,5 milhões para a aquisição dos produtos. Em um momento em que o país toma medidas de prevenção ao coronavírus, voluntários do programa social entregarão nesta sexta (3), 84 mil kits na cidade de São Paulo e 182 mil kits em estabelecimentos no interior do estado. No restante do país, serão entregues 266 mil kits, e até o final do mês de abril serão distribuídos 500 mil kits.

As entregas desta sexta-feira, ocorrerão simultaneamente por meio de comboios com 34 caminhões pelo estado de São Paulo e outros 20 pelo país.

WhatsApp Image 2020 04 02 at 20.58.57 300x169 - Presídios recebem doação de 500 mil kits para que presos possam manter higiene

Segundo o responsável pela UNP no país, Clodoaldo Rocha, com a suspensão das visitas nos presídios – medida de prevenção à proliferação do coronavírus – os presos estão impedidos de receber os produtos de higiene pessoal de seus familiares. “Neste momento, a campanha ajudará na higiene da população carcerária”.

“Os voluntários da UNP montaram os kits, e os separam em fardos para facilitar a entrega dentro das Unidades. Entramos em contato com os presídios para alinhar a melhor maneira de realizar a distribuição, sempre obedecendo todas as normas de segurança e rotina de cada Unidade”, explica.

Um sistema carente

Quatro em cada dez presídios brasileiros não possuem consultórios médicos, 48% não tem farmácia ou sala de estoque para medicamentos e 81% não contam com sala de lavagem e descontaminação, segundo a pesquisa feita pela Agência Pública.

São 9.736 presos com mais de 60 anos no Sistema Penitenciário brasileiro, um dos grupos mais sensíveis ao coronavírus. Destes, 1.600 têm mais de 70, de acordo com as informações do Depen.

Fonte: UNicom / Foto: cedida

O Leão de Judá
Judá, a ti te louvarão os teus irmãos; a tua mão será sobre o pescoço de seus inimigos; os filhos de teu pai a ti se inclinarão. Judá é um leãozinho. (g49:8)

COMENTÁRIOS