26 senadores de 11 partidos querem a (PEC) Proposta de Emenda à Constituição, para acabar com o foro privilegiado para autoridades

Nesta quarta-feira (26), o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, recebeu um ofício assinado por 26 senadores de 11 partidos que querem a (PEC) Proposta de Emenda à Constituição, para acabar com o foro privilegiado para autoridades.

No documento, os parlamentares citam o indiciamento da deputada federal e pastora Flordelis, que é acusada de mandar matar o marido.

A parlamentar é ré na Justiça, no entanto, não pode ser presa por ter imunidade parlamentar, que prevê prisão apenas em casos de flagrante de crimes inafiançáveis.

“O caso recente da Deputada Federal Flordelis, apontada como mandante do assassinato do marido, é mais um exemplo da necessidade da urgente aprovação da Proposta de Emenda à Constituição”, escreveram os senadores.

Aprovada no Senado em 2017, a PEC está pronta para ser votada no plenário da Câmara dos Deputados desde o fim de 2018 após passar pelas Comissões de Constituição e Justiça e Especial

Polícia não tem dúvidas, Flordelis envenenou o pastor e financiou compra de arma
A Polícia Civil do Rio de Janeiro concluiu as investigações sobre o o assassinato do pastor Anderson do Carmo, morto na madrugada de 16 de junho de 2019 na garagem de casa.

A deputada federal e cantora gospel Flordelis é apontada pela polícia como a mandante do assassinato do pastor Anderson.

A parlamentar também é acusada de colocar veneno na comida do pastor e também de ter financiado a compra da arma usada no crime.

Quem afirma é o delegado Allan Duarte, titular da (DHNSGI) Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo, Itaboraí e Maricá que investiga o crime.

+ Malafaia publica vídeo “bomba” sobre caso da menor estuprada

De acordo com as investigações da Polícia Civil, o plano para matar o pastor iniciou em maio de 2018, com envenenamento em doses por arsênico.

O veneno era introduzido no alimento que o pastor consumia. Nesse ano, Anderson teve várias passagens em Hospitais de Niterói, com diarréia, vomitos e sudorese.

O promotor Sérgio Luiz Lopes Pereira disse que a associação criminosa familiar começou com a tentativa de matar o pastor envenenado, e depois por arma de fogo. Após o crime o grupo tentou fraudar as investigações usando contrainformações.

Segundo o delegado Allan Duarte, a parlamentar arquitetou todo plano da morte do pastor, financiou a compra da arma, e também convenceu pessoas a realizar o crime. Além disso, ela avisou sobre a chegada da vítima ao local e ainda tentou ocultar as provas.

+ Bianca Toledo acusa ex-marido de abusar de outras crianças além de seu filho

“Não resta a menor dúvida deque ela foi a autora intelectual, e grande cabeça desse crime”, disse o delegado.

Fonte: O Fuxico Gospel

O Leão de Judá
Judá, a ti te louvarão os teus irmãos; a tua mão será sobre o pescoço de seus inimigos; os filhos de teu pai a ti se inclinarão. Judá é um leãozinho. (g49:8)

COMENTÁRIOS