O candelabro é um dos mais antigos símbolos da religião judaica. O candelabro ou menorah em hebraico, é um castiçal com uma coluna do centro da qual saem seis hastes, totalizando sete braços (Êxodo 25:31-32).

Segundo os judeus, o candelabro remete aos olhos de Deus que sondam toda a terra. Na interpretação cristã o castiçal de ouro aponta para Cristo e sua igreja que é a luz do mundo (Mateus 5:14-16).

O primeiro castiçal foi produzido por Moisés que seguiu rigorosamente as instruções dadas por Deus no Monte Sinai (Êxodo 25:40). O candelabro era um objeto inteiriço de ouro puro e batido. Na extensão de cada braço havia uma cavidade onde era depositado o azeite junto ao pavio. O candelabro tinha o peso aproximado de 35 quilos (Êxodo 25:39). O castiçal ficava no tabernáculo, posicionado dentro do Santo Lugar e era a única peça que iluminava o espaço.

O candelabro na Bíblia

Na Bíblia existem algumas referências relativas ao candelabro. A primeira passagem está em Êxodo 25:31-40, que aborda a instrução de Deus para a produção do candelabro. O segundo trecho encontra-se em Êxodo 37:17-24, que atesta a execução da peça.

Outro episódio que envolve o candelabro encontra-se no livro de Zacarias. O profeta teve uma visão de um candelabro de ouro com sete lâmpadas e sete bicos para as lâmpadas. Havia um reservatório para o azeite na parte superior e duas oliveiras ao lado do candelabro (Zacarias 4:1-2). Ao perguntar o que significavam as lâmpadas, o anjo disse a Zacarias: “Estas sete lâmpadas são os olhos do Senhor, que sondam toda a terra” (Zacarias 4:10).

No primeiro capítulo do livro de Apocalipse, o Apóstolo João teve a visão de sete candelabros de ouro em Apocalipse 1:12. Nesta visão, as sete lâmpadas representavam as sete igrejas primitivas da Ásia (Apocalipse 1:20).

Apesar de ser um utensílio judaico, algumas igrejas cristãs utilizam o candelabro como um ornamento. Muitos cristãos associam o candelabro aos sete espíritos de Deus escritos no livro de Apocalipse.

O termo ‘sete espíritos de Deus’ representa a plenitude do Espírito Santo e estão citados em quatro trechos do livro de Apocalipse: Apocalipse 1:4-5, Apocalipse 3:1, Apocalipse 4:5 e Apocalipse 5:6.

No livro de Isaías, o profeta escreveu que o Espírito Santo repousaria sobre o Messias e destacou sete características do Espírito Santo: “Repousará sobre ele o Espírito do Senhor, o Espírito de sabedoria e de entendimento, o Espírito de conselho e de fortaleza, o Espírito de conhecimento e de temor do Senhor” (Isaías 11:2).

Fonte: Respostas Bíblicas

RECOMENDAMOS






Judá, a ti te louvarão os teus irmãos; a tua mão será sobre o pescoço de seus inimigos; os filhos de teu pai a ti se inclinarão. Judá é um leãozinho. (g49:8)