Por: Douglas Junior Correa Guanes

Existe um ditado popular que diz.

Quem escolhe de mais, um dia acaba escolhido!

Isso talvez seja verdade, e se encaixa na realidade da maioria das pessoas.

Pedimos tanto algo para Deus, que nos esquecemos que o padrão de pessoa que merecemos, quem escolhe é ele. Uma certa vez Deus disse ao profeta Samuel que ele não olhava o homem como nós olhos e sim o seu coração.

É nessa hora que sempre erramos, por esperar perfeição física ou até mesmo, caráter das pessoas, sendo que no mundo não existe ninguém e nada perfeito. Muitos deixam passar oportunidade e pessoas únicas, por acharem que vão conseguir coisa melhor no futuro. As vezes achamos sim alguém melhor, mais na maioria das vezes mesmo estando com alguém legal, acabamos sentindo falta de algo da pessoa que abandonamos.

É nesse ponto que eu quero chegar!

Você pode sim achar alguém talvez melhor em algum aspecto, porém sempre vai faltar nela algo que dá saudade, que faz falta, como se fosse um sabor único que nunca mais vamos poder provar.

Não vale a pena abrir mão de um amor, por pouca coisa ou por alguma imperfeição que não vá causar dano a nossa saúde e vida. Eu vejo pessoas que se amam todos os dias se separando, por detalhes que nunca foram ou será motivo para se desistir de um historia.

Abrir mão de amor por pouca coisa é como se privar de algo, ou alguém único que nunca vai ser ou vai poder ser substituído. Pense bem! Quando você se dar conta pode ser tarde.

O Leão de Judá
Judá, a ti te louvarão os teus irmãos; a tua mão será sobre o pescoço de seus inimigos; os filhos de teu pai a ti se inclinarão. Judá é um leãozinho. (g49:8)

COMENTÁRIOS