Um grupo de cristãos decidiu retornar às suas aldeias depois que os islâmicos radicais os atacaram e destruíram suas casas. Eles garantem que não serão intimidados e permanecerão firmes em sua fé.

Apesar das medidas emitidas pelo governo devido à pandemia de coronavírus na Nigéria, vários ataques foram relatados no norte do país durante a quarentena, matando pelo menos 27 pessoas nas últimas três semanas, incluindo quatro mulheres e pelo menos oito filhos.

Os cristãos na área do governo local de Kajuru, no estado de Kaduna, enfrentam ataques liderados por terroristas islâmicos hausa-fulani. Os missionários que trabalham no país estão pedindo oração pelos cristãos deslocados e pelos corajosos que retornaram às suas comunidades quase destruídas, todos enfrentando severa escassez de alimentos devido à crise global. Pastores locais lideram congregações quando enfrentam carências desesperadas.

Em testemunho à Missão Porta Aberta, os crentes locais explicaram o que motivou sua coragem a retornar.

“Devemos retornar para que os jihadistas não reivindiquem a vitória sobre a Igreja de Jesus Cristo”, explicou um deles.

Os cristãos do país africano enfrentam ataques constantes de islamitas. O mais recente ocorreu quando grupos de homens armados invadiram as comunidades de Bakin-Kogi, Idanu e Makyali entre terça à noite e quarta-feira de manhã. Muitas pessoas fugiram para se salvar e se esconderam no mato.

Os cristãos da região de Bassa, no estado de Plateau, também enfrentaram ataques de islamitas fulani. Quatro jovens perderam a vida nas primeiras horas de domingo no distrito de Kwal.

As quatro vítimas retornavam a Miango de Kwal por volta das 21h quando foram interceptadas. Os atacantes mataram três dos homens, enquanto o quarto morreu no Hospital Enos Miango, nas primeiras horas da segunda-feira. Quando a comunidade se levantou em legítima defesa, os moradores foram alvo de fortes críticas de um assentamento vizinho na vila de Fulani.

A violência contra os cristãos na Nigéria está aumentando. “Todos os dias são as mães e os bebês, os agricultores e os pastores que perdem a vida e são deslocados, e o mundo passa despercebido”, diz um missionário da região.

Fonte: AcontecerCristiano.Net

O Leão de Judá
Judá, a ti te louvarão os teus irmãos; a tua mão será sobre o pescoço de seus inimigos; os filhos de teu pai a ti se inclinarão. Judá é um leãozinho. (g49:8)

COMENTÁRIOS