As indicações devem ser enviadas ao Comitê do Nobel da Noruega antes de 31 de janeiro.

O parlamentar norueguês Christian Tybring-Gjedde indicou o presidente americano Donald Trump para o Prêmio Nobel da Paz de 2021 por seu papel na mediação de um acordo de paz histórico entre Israel e os Emirados Árabes Unidos no mês passado.

Gjedde disse ao podcast “Fox News Rundown” nesta quarta-feira (09) que Trump “deveria ser premiado” pelo acordo inovador, que normaliza as relações entre os dois países seguindo o que Gjedde caracterizou como “condições hostis para contanto que você possa se lembrar.”

O parlamentar comparou o acordo – conhecido como Acordo de Abraham – aos Acordos de Camp David de 1978 entre Israel e Egito e os Acordos de Oslo da década de 1990 entre Israel e a OLP.

Em ambos os casos, as partes desses acordos receberam o Prêmio Nobel da Paz – com Anwar Sadat e Menachem Begin recebendo as honras em 1978 e Yasser Arafat, Shimon Peres e Yitzhak Rabin recebendo o prêmio em 1994.

“Essa é uma região muito, muito importante do mundo”, disse Gjedde. “E todos os esforços que levam à paz naquela região devem ser premiados com o Prêmio Nobel da Paz e também para Donald J. Trump.”

As indicações para o Prêmio Nobel da Paz de 2021 devem ser enviadas ao Comitê do Nobel da Noruega antes de 31 de janeiro. Os nomes dos indicados e outras informações sobre as indicações não serão divulgadas ao público por mais 50 anos.

Um total de 21 americanos receberam o Prêmio Nobel da Paz. O destinatário mais recente dos EUA foi o presidente Barack Obama em 2009.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DA FOX NEWS

O Leão de Judá
Judá, a ti te louvarão os teus irmãos; a tua mão será sobre o pescoço de seus inimigos; os filhos de teu pai a ti se inclinarão. Judá é um leãozinho. (g49:8)

COMENTÁRIOS