Acima de qualquer posição política, o cristão é filiado primeiro com Cristo. Todo cristão tem liberdade para escolher o partido que achar melhor, quer seja de esquerda, quer de direita. Nenhum partido está perfeitamente alinhado com o evangelho.

A Bíblia não se alinha nem com a direita, nem com a esquerda política. Na verdade, esses termos só surgiram muitos séculos depois que a Bíblia foi escrita! O primeiro compromisso do cristão deve ser com a verdade do evangelho, que se aplica principalmente na vida individual. As escolhas políticas são da responsabilidade da consciência de cada um (Romanos 14:22).

Não podemos generalizar, dizendo que todo um lado é ruim e todo o outro é bom. Tanto a esquerda quanto a direita política são muito abrangentes, que englobam partidos muito diversos. Os dois lados abrangem partidos moderados e partidos extremistas.

A extrema direita produziu horrores como os nazis, os fascistas e a ditadura militar no Brasil; a extrema esquerda produziu horrores como os regimes comunistas na Rússia, na China e em vários países da América Latina. No entanto, é ignorância dizer que todo apoiante da direita é nazi ou que todo apoiante da esquerda é comunista. Os partidos moderados têm pouca coisa em comum com os piores exemplos da direita ou da esquerda. Em uma democracia há muita diversidade política. Devemos analisar nossas opções com cuidado e sensatez (João 7:24).

Fonte: Respostas Bíblicas

RECOMENDAMOS



O Leão de Judá
Judá, a ti te louvarão os teus irmãos; a tua mão será sobre o pescoço de seus inimigos; os filhos de teu pai a ti se inclinarão. Judá é um leãozinho. (g49:8)

COMENTÁRIOS